La Rage (Keny Arkana) legendado em galego-português

O tema La Rage (A Raiva) da artista francesa de rap Keny Arkana com legendas em galego-português. Se alguém não gosta da traducção, pode editar as legendas descargando este arquivo. Trata-se dum arquivo de texto que tem as legendas sincronizadas com o vídeo em formato srt, cumpre mudar a extensão do arquivo de doc para srt (worpress não admite arquivos srt nem txt). O vídeo original (sem legendas) pode ser descargado premendo nesta ligação. Sim, é um formato proprietário, mas estes altermundistas já se sabe… Se houver qualquer problema com o Vimeo, o vídeo também está disponível em Youtube e Blip.tv.

LETRA

(a raiva do povo)
ok, temos a raiva, mas não da que faz deitar baba
pergunta Fabe, a vida estala como uma semente na calçada
a raiva de ver os nossos propósitos atravancados, de viver de esguelha
a raiva marcada há bem tempo na nádega
a raiva de crescer rápido demais quando os adultos roubam a tua infância
zas! imagina um muro e abole a raiva!
porque é impossível essa paz tão desejada
a raiva de ver tantos policiais armados nas nossas ruas
a raiva de ver este puto mundo se autodestruir
e de ser sempre os inocentes os alvos dos tiros
a raiva porque é o homem quem construiu todos os muros
a barricar-se no betão, teria ele medo da natureza?
a raiva porque ele esqueceu que também fazia parte dela
profunda desarmonia, mas para onde marchou a Pomba?
a raiva de ficar enclaustrado por tantas putas normas
e, em fim, a raiva, sim, a raiva de sentir raiva desde criança

(porque temos a raiva) vamos ficar de pé acontecer o que acontecer
(a raiva) de chegar até o final e lá onde a vida nos quiser levar
(porque temos a raiva) doravante já não poderemos ficar calados nem sentados
estaremos sempre preparados porque temos a raiva, o coração e a fé!
(porque temos a raiva) vamos ficar de pé acontecer o que acontecer
(a raiva) de chegar até o final e lá onde a vida nos quiser levar
(porque temos a raiva) nada poderá parar-nos
insubmisso, sábio, marginal, humanista ou revoltado!

a raiva porque porque nós não escolhemos nada e sofremos o tempo tudo
e, visto a suas oportunidades ser cambadas, tudo equilíbrio vai prao caralho
a raiva porque o irreparável amontoa-se há longo tempo
a raiva porque a que esperamos para nos erguer e rachar com tudo?
a raiva é tudo quanto nos deixam, o teu jeito, o único que fica para nós
a raiva, quantos dos nossos acabarão por virar a casaca?
a raiva de viver e de viver no momento presente
de escolher um futuro livre e sem as reixas dos opressores!
a raiva, porque é a merda e este mundo adere
e porque todos os seus campos de OGM esterilizam a Terra!
a raiva para que um dia a engrenagem seja quebrantada
e a raiva porque são demasiados os que lêem “Verdade” no seu ecrã de televisão
a raiva porque este mundo não é feito à nossa imagem
alimentam-nos de sonhos falsos para costruir os seus bastiões
a raiva porque este mundo não é feito à nossa imagem
onde engorda Babilônia enquanto nós rebentamos cá embaixo!

a raiva de acreditar e de fazer que isto vaia para a frente
a raiva dum Chirac, dum Sharon, dum Tony Blair ou dum Bush!
a raiva porque este mundo olha em vermelho, mas de grisalha cingido
porque eles nunca ouvem os gritos quando o sangue corre
a raiva porque é o pior do que nós roçagamos
a raiva porque o Ocidente ainda porta as suas roupagens coloniais!
a raiva porque o mal bate de mais e sem descanso
e os grandes saberes ancestrais já não estão na moda
a raiva, demasiadas mentiras e segredos guardados
as lutas dos nossos Estados
rica em verdades, poder mudar a humanidade
a raiva porque eles não querem que as cousas mudem, eh
preferem manter o seu poder e manipular-nos como manipulam as suas máquinas
a raiva porque acreditamos nos anjos e elegemos marchar ao seu lado
a raiva porque o que eu digo incomoda
olha nos cuatro cantos do planeta, a raiva do povo em ebulição
a raiva, sim, a raiva ou a essência da revolução!

anti-capitalista, altermundialista, ou tu que procuras a verdade sobre este mundo
a força de amanhã na véspera de uma revolução (mundial e espiritual)
a raiva do povo, la rabia del pueblo
porque temos a raiva, aquela que fará tremer as normas
a raiva prendeu na população e a raiva é enorme

A luta é como um círculo,
pode começar em qualquer ponto,
mas não termina nunca

Sub-comandante insurrecto
MARCOS